É muito difícil passar um longo período sem partidas do Vasco, mas sabemos que os jogadores também são merecedores de descanso. Então, mesmo depois de poucos jogos nesse período em que a equipe passou em Pinheiral (RJ), podemos destacar algumas alterações que o técnico Jorginho fez na equipe titular.

A começar pela opção de colocar o Júlio dos Santos como primeiro volante. Arriscado, mas possui um pouco de lógica. Visto que o jogador tem qualidade com a bola nos pés, nossa saída de bola poderá melhorar. Contudo, sua lentidão poderá servir como arma para o adversário, pois em um contra-ataque veloz, caso nosso sistema defensivo não esteja bem postado, dificilmente o Júlio fará a diferença no desarme.

Sabemos que o meio campo é o coração da equipe e o Vasco sofria bastante por ter o setor pesado. Mesmo com a incomparável qualidade de Nenê e os bons jogos de Andrezinho, sabíamos que, no segundo tempo, o meio cairia bastante de produção, devido à idade dos jogadores. A entrada do garoto Mateus Vital foi uma grata surpresa, pois dará juventude e um pouco mais de velocidade à equipe.

A maior surpresa até aqui foi a não entrada do Yago Pikachu na equipe titular. O jogador possui muita velocidade, tem versatilidade e pode ser usado como coringa, já que joga tanto na lateral como no meio campo e sabe finalizar bem. Não que o Madson seja mau jogador, pois também possui boa velocidade e serve como desafogo da equipe, mas a quantidade de cruzamentos errados que ele faz é algo bem notório. Certo é que, para a lateral direita, estamos bem servidos.

Riascos e Thalles no ataque. Prevejo um ano difícil para o setor, mas é o que temos. Nada contra os jogadores, mas as atrapalhadas do Riascos e sua briga eterna para tentar manter a bola sob seu controle é algo bem estranho. Já o Thalles, conseguiu ser reserva de Leandrão na temporada passada. Emagreceu e ganhará mais uma oportunidade. Como bom vascaíno, tenho esperanças, mas acho bom a diretoria se mexer para que não cometa os mesmos erros do desastroso 2015.

Jorge Henrique briga com o Riascos pela titularidade, mesmo tendo sido discreto na pré-temporada. Éder Luis está correndo por fora, pois está recuperando sua boa forma e conseguindo imprimir a velocidade que sempre foi sua marca registrada. Já William Barbio, não acredito que ficará no Vasco esse ano.

24253079081_f7b0e05483_bNão entendi a saída do Anderson Salles. Ele é bem melhor tecnicamente que o Aislan e, para ser reserva, seria uma boa opção. Ainda bem que também temos o Vaz. Porém, nossa defesa é bastante sólida: Rodrigo e Luan conseguem fazer uma ótima dupla e são bem consistentes. Pior que isso, é ter o Diogo Silva como reserva direto do Martín. Certo é que fez uma belíssima pré-temporada. Entretanto, não consigo ficar tranquilo com a ideia do goleiro ser nosso paredão na ausência do uruguaio.

Na lateral esquerda, continua o Júlio Cesar. Não é um ótimo lateral, mas usa sua experiência a seu favor. Faz o feijão com arroz e consegue ir bem. Temos o Henrique como seu reserva imediato e esperamos que, quando a oportunidade surgir, ele consiga se destacar. Com o Caprres, acredito que suas lesões não lhe atrapalharão mais ou, pelo menos, não com tanta frequência.

Diguinho foi muito bem ano passado. Se não fosse seu amor pelo Departamento Médico, poderia ter sido mais usado. Contudo, está sendo trabalhado para que suas idas ao DM sejam menos frequentes. Marcelo Mattos foi reserva por um bom tempo no Vitória-BA. Também fez uma bela pré-temporada, destacando-se pelos desarmes e sendo bastante elogiado pelo Jorginho. Veremos se, quando acionado, jogará com vontade e empenho. O Gallo foi uma boa surpresa ano passado e caiu como uma luva no meio campo. Mas este ano acabou perdendo espaço. É bom saber que o temos no banco de reservas. Não é um ótimo jogador, mas consegue ir bem quando em campo.

A garotada que subiu, ao que parece, não agradou tanto o treinador. Já foi dito que uma parcela poderá voltar para os juniores. Os moleques têm qualidade, porém acho que faltaram ousadia e personalidade para que pudessem ganhar mais visibilidade e destaque.

A meu ver, para a disputa da Série B, temos um elenco encorpado e pronto. Entretanto, precisamos urgentemente de reforços para o ataque, principalmente o de área, que no momento temos apenas Thalles e Renato Kayser, o que é bastante preocupante. Tinoco declarou que o Vasco não procura um 9 e que as especulações são falsas. Segundo ele, a procura será intensificada, caso os que já temos não atuem bem no Campeonato Carioca 2016. Pode ser um erro, mas é uma oportunidade que ele dá para que nossos atacantes se recuperem.

Comentários

comentários